Jejum intermitente

Certamente já você ouviu alguém mencionar a estratégia do Jejum Intermitente. Mas você sabe do que se trata?
 
O Jejum Intermitente se baseia em um padrão alimentar de revezamento entre períodos de jejum e alimentação. Ele funciona pois durante os estágios iniciais de jejum, a glicose e a insulina caem, mas à medida que as moléculas de glicose e o glicogênio se esgotam no organismo, o corpo passa a utilizar a gordura (ou o excesso dela) como fonte de energia.
 
Existem protocolos diferentes para realizar o Jejum Intermitente de 8 horas, 12 horas, 16 horas, 18 horas, 24 horas, por isso, é importante o acompanhamento de uma nutricionista.
 
Benefícios do Jejum Intermitente:
– Aumento da capacidade antioxidante e oxidação de gorduras
– Modula a inflamação
– Reduz os níveis de insulina, enquanto potencializa hormônios que auxiliam na queima de gordura. A redução dos níveis de insulina também contribui para melhorias nos quadros de diabetes tipo 2
– Regularização da pressão arterial
– Redução nos níveis de triglicerídeos e colesterol e, por consequência, diminuição de riscos cardiovasculares
– Aumento nos níveis de HGH – Hormônio de Crescimento Humano, que contribui para a perda de gordura e para o ganho muscular
– Auxílio na prevenção do câncer e doença de Alzheimer
– Melhorias em funções cognitivas como atenção e memória.
 
Um ponto fundamental para a realização do Jejum Intermitente é associá-lo à alimentação saudável, pois não adianta ficar longos períodos sem se alimentar e depois exagerar nos alimentos errados durante as janelas de alimentação.
 
Lembrando: café sem açúcar e sem adoçante, chá e água não quebram o jejum.
 
Quer perder peso de forma saudável? Faça uma consulta com a área de nutrição funcional do IRV e potencialize seus resultados!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *