Palmilhas proprioceptivas melhoram as ulceras de pessoas que apresentam pé diabético.

Por Vinicius Paciulo – Instituto RV Foto: Pé DiabéticoA neuropatia periférica diabética (NPD) é uma das complicações mais comuns associadas à diabetes mellitus.Acredita-se que aproximadamente 50% das pessoas com diabetes vão desenvolver esse quadro entre 10 e 15 anos de doença (Bacarin 2009).Alguns estudos comprovam através de exames de baropodometria (teste da pisada) a eficácia de palmilhas proprioceptivas 30 a 50% dos casos, com a melhora de pressão total e a integração da força sobre o tempo da descarga de peso sobre os pés. (Lobmann 2001; Caravaggi 2000).Veja algumas funções das peças podais inseridas nas palmilhas proprioceptivas: • Aumentar a área de contato dos pés: • Distribuir a pressão sobre os pés de forma equalizada; • Auxilia no preenchimento e sustentação dos arcos dos pés; • Auxiliar no melhor posicionamento das articulações de tornozelo,joelho e quadril; • Melhora da posição ortostática.  Além disso, ocorre a melhora de outros fatores como a estabilidade e equilíbrio, levando assim ao menor índice de lesões e ulceras dos pés acredita Vinicius Paciulo do Instituto RV .Acesse nosso link e saiba mais sobre o teste de pisada e palmilhas http://www.institutorv.com.br/palmilhas-posturais-e-esportivas-2/Ligue 2091-1267Fonte Instituto RV

A neuropatia periférica diabética (NPD) é uma das complicações mais comuns associadas à diabetes mellitus.

Acredita-se que aproximadamente 50% das pessoas com diabetes vão desenvolver esse quadro entre 10 e 15 anos de doença(Bacarin 2009).

Alguns estudos comprovam através de exames de baropodometria (teste da pisada) a eficácia de palmilhas proprioceptivas 30 a 50% dos casos, com a melhora de pressão total e a integração da força sobre o tempo da descarga de peso sobre os pés. (Lobmann 2001; Caravaggi 2000).

Veja algumas funções das peças podais inseridas nas palmilhas proprioceptivas:

• Aumentar a área de contato dos pés:

• Distribuir a pressão sobre os pés de forma equalizada;

• Auxilia no preenchimento e sustentação dos arcos dos pés;

• Auxiliar no melhor posicionamento das articulações de tornozelo,joelho e quadril;

• Melhora da posição ortostática.

Além disso, ocorre a melhora de outros fatores como a estabilidade e equilíbrio, levando assim ao menor índice de lesões e ulceras dos pés acredita Vinicius Paciulo do Instituto RV .

Links relacionados : Teste da pisada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *