Pressão na região cervical ou lombar? Entenda mais sobre estenose vertebral

A estenose vertebral é uma patologia que se caracteriza pelo estreitamento anormal do canal vertebral, que é o caminho por onde passa a medula vertebral, ou dos forames neurais, que são por onde passam as raízes nervosas. Na coluna, é mais comum haver estenose nas regiões cervical e lombar.

Como a coluna é uma estrutura bastante móvel, ela está sujeita a desgastes e degenerações. Hérnias de disco, hipertrofias de articulações e ligamentos, bico de papagaio, tumores, cistos ou qualquer corpo que reduza o espaço no canal medular ou dos forames neurais podem causar a estenose, até mesmo fraturas. Desgastes naturais pelo processo de envelhecimento também podem resultar no aparecimento da doença.

Se o processo de estreitamento está na região cervical, os sintomas costumam ser intensos, como dor local que irradia para a cabeça e membros superiores. No entanto, se a estenose está na região lombar, a irradiação pode ir para a pelve e membros inferiores. Nesse estágio, é importante consultar um fisioterapeuta ou médico, pois eles estarão habilitados a realizar o diagnóstico e iniciar a condução de tratamento.

Outros sintomas comuns são formigamento, perda de força, perda de equilíbrio e dormência. Essa situação é emergencial e o paciente deverá procurar ajuda o mais breve possível para avaliar se não há compressões importantes ou comprometedoras.

Na maioria dos casos, a estenose vertebral não requer intervenção cirúrgica. O tratamento é conservador e o paciente deverá ser educado sobre maneiras de se portar e posicionar, afim de evitar pioras ou recaídas.

No Instituto RV, tratamos a estenose vertebral com o RCV – Reequilíbrio da Coluna Vertebral, um programa exclusivo criado para eliminar dores e dar independência ao paciente no pós tratamento. Sente pressão na coluna vertebral? Entre em contato conosco para uma avaliação!

2 comentários sobre “Pressão na região cervical ou lombar? Entenda mais sobre estenose vertebral

    • Rosa, boa tarde e desculpa pela demora em responde-la.
      Os sintomas podem ser confundidos sim pois podem ser similares. Somente uma avaliação clínica poderá definir a origem da dor.
      Ligue 20911267 para mais informações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *