Você tem dor na face, cabeça ou dentro da boca?

Se sua resposta foi sim, então você vai se interessar por esse estudo.

No ano de 2010, foi publicado um estudo na revista Journal of Manual and Manipulative Therapy, realizado por pesquisadores australianos, sobre a abordagem de pacientes com dor na face. O objetivo era investigar a eficácia da abordagem de tratamento miofascial (técnica realizada pelo fisioterapeuta) para dores em pacientes com distúrbio temporomandibular. Foram escolhidos pacientes entre 18 e 50 anos de idade, com mais de três meses de dor.

Os pacientes foram alocados aleatoriamente em três grupos: o primeiro grupo receberia somente o tratamento miofascial, o segundo receberia o tratamento miofascial somado a exercícios de autocuidado em casa, previamente orientados pelo fisioterapeuta, e o terceiro grupo não foi tratado, justificando estar em uma lista de espera.

Foram feitos alguns testes e coletas de sintomas, registrando os resultados antes do tratamento, após seis semanas e depois de seis meses.

Os resultados demonstraram melhoras estatisticamente significativas na redução das dores na face quando em repouso, abrindo a boca e mastigando e na amplitude da abertura, quando comparados os grupos de tratamento com o de não-tratamento. Não foram observadas diferenças estatísticas entres os grupos somente de tratamento miofascial com o grupo de tratamento miofascial mais autocuidado.

Com base nos resultados, os autores, então, sugerem que o tratamento miofascial realizado pelo fisioterapeuta (com ou sem o autocuidado) gera benefícios para os pacientes com dor crônica temporomandibular, e deve ser acrescentado à reabilitação desses indivíduos.

O Instituto RV oferece tratamento para dor na face e ATM em São Paulo nas unidades de Moema, Perdizes e Tatuapé.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *