Nutrição Funcional

22 de março de 2012

A Nutrição Funcional tem como base a individualidade bioquímica, e entende, com isso, que cada ser tem necessidades alimentares e metabolismos diferentes. Esta área não foca somente na qualidade dos alimentos e contagem de calorias para estabelecer o consumo alimentar ideal, mas compreende o que cada corpo especificamente necessita.

Por meio de uma avaliação completa, é possível detectar, inclusive, desequilíbrios nutricionais no organismo, que geram doenças. Eles sobrecarregam o sistema imunológico e podem desencadear, por exemplo, processos alérgicos tardios, que resultam em doenças autoimunes e inflamatórias. A Nutrição Funcional trabalha diretamente na causa do problema e também ajuda prevenindo o aparecimento dessas alterações.

Mudanças no cardápio, a partir de um levantamento detalhado de suas características genéticas e bioquímicas, podem melhorar sua disposição, tratar algumas queixas frequentes, como a enxaqueca, insônia, ansiedade e saúde intestinal, evitar a ocorrência de doenças crônicas, como obesidade e o diabetes, e ainda melhora desordens estéticas, como unhas fracas, queda de cabelos e gordura localizada.

A alimentação sadia, como proposta pela Nutrição Funcional, ajuda a combater a inflamação do organismo, e, como consequência, promove a melhoria da saúde e qualidade de vida.

Saiba identificar desordens metabólicas, facilmente tratadas pela Nutrição Funcional

Algumas doenças comuns podem ser sinal de que sua alimentação não está suprindo suas necessidades metabólicas. Alguns dos sintomas mais comuns são:

Dores de cabeça constantes;
Insônia;
Queda de cabelo;
Unhas fracas e com manchas brancas;
Obesidade;
Candidíase;
Desordens intestinais (diarreias, gases, prisão de ventre, etc);
Má digestão;
Dores de estômago;
Artrite/ Artrose;
Doenças autoimunes;
Fraqueza, cansaço;
Língua branca;
Sonolência;
Depressão;
Dores articulares;
Asma, rinite, sinusite, bronquite.

A Nutrição Funcional compreende que, como somos diferentes uns dos outros, um alimento “remédio” para alguns pode ser “veneno” para outros. Por isso, o tratamento é centrado no paciente, e não na doença, sempre respeitando a sua individualidade.

Nutrição Funcional e Emagrecimento

O excesso de peso é uma das queixas mais comuns, e pode ter origem multifatorial. Sabemos hoje que, toxinas ambientais, estresse, toxinas endógenas (produzidas pelo próprio organismo), disbiose intestinal, doenças alérgicas e doenças inflamatórias crônicas podem ser “gatilhos” para o aumento excessivo de peso, além, é claro, de hábitos alimentares ruins.

A Nutrição Funcional, investiga, por meio do histórico pregresso, sinais, sintomas e exames complementares, as causas do excesso de peso ou da dificuldade na perda de peso do paciente.

Tratando as causas, o emagrecimento se torna mais eficiente, bem como outras desordens causadas pelo desequilíbrio metabólico do organismo.

Nutrição Funcional e Fitoterapia

A fitoterapia é o estudo das plantas medicinais e suas aplicações para tratamento de doenças. O uso de chás, tinturas e extratos de plantas de forma orientada, contribui bastante para o resultado de tratamentos realizados pela Nutrição Funcional. Má digestão, azia, dores de estômago, dores intestinais, intoxicação do fígado, ansiedade, irritabilidade e insônia são exemplos de sintomas para os quais o uso adequado da fitoterapia apresenta ótimos resultados.

No Instituto RV, a nutricionista funcional, Dra. Daniela Mensinger Santos, trabalha com fitoterápicos específicos para cada caso, sendo essa mais uma ferramenta para facilitar os resultados do tratamento com dieta e reeducação alimentar.

Nutrição Funcional aplicada à Estética

Nosso organismo é formado por mais de 100 trilhões de células; 50 milhões delas renovamos diariamente. Para que isso aconteça, cada célula necessita de 44 tipos de nutrientes e compostos bioativos diferentes para seu funcionamento perfeito, que equilibram o funcionamento de todos os órgãos e tecidos.

A pele, cabelos e unhas têm o poder de nos mostrar como está o nosso organismo internamente. Um intestino que não funciona, excesso de produção de insulina, variações hormonais, intoxicação, etc., são fatores que interferem diretamente na parte estética do nosso corpo. Não é possível tratar o lado externo sem equilibrar o lado interno.

Garantir um funcionamento adequado do intestino, por exemplo, melhora a absorção de nutrientes e, consequentemente, a nutrição celular; uma desintoxicação adequada elimina substâncias que agridem as células; uma alimentação equilibrada não estimulará a produção de insulina em excesso. Esse é o equilíbrio que a Nutrição Funcional busca.

Com uma dieta balanceada, rica em nutrientes, antioxidantes e compostos bioativos, somada a uma suplementação adequada, o paciente poderá sentir, literalmente, na pele os benefícios.

Se você se identifica com um ou mais sintomas relacionados neste material, agende uma consulta com no Instituto RV e passe a respeitar a individualidade do seu organismo.

Leia mais sobre Nutrição Funcional

  • Nutrição Funcional e Gestação

    A gestação é uma das fases mais importante da vida de uma mulher. Gerar um ser humano, é muito mais complexo do que se imagina, pensando na fisiologia do corpo e de todas as funções que são modificadas pelo organismo em prol do feto.

    Saiba Mais
  • Nutrição Esportiva e Bioimpedância

    É direcionada a praticantes de atividades física ou pessoas que querem iniciar uma mudança nos seus hábitos começando a praticar algum tipo de atividade, visando uma melhora na performance e na qualidade de vida, buscando equilíbrio entre corpo e mente.

    Saiba Mais