Saiba quais são as diferenças entre Pilates x RPG x RCV

Matéria originalmente publicada no site Revista Vigor.

Segundo estimativa da OMS, 80% da população do planeta já teve ou terá dor na coluna ao menos uma vez na vida.

Dores na coluna, má postura, sedentarismo, você sabe qual é o melhor tratamento para o seu tipo de problema? Hoje existem alguns tratamentos que podem auxiliar na melhora do seu diagnóstico e muito se tem falado do Pilates, RPG e RCV (exclusivo do Instituto RV), mas você sabe o que são esses tratamentos e para que eles servem?

Diante da confusão que as pessoas fazem com esses tipos de tratamentos, o Instituto RV, especializado em fisioterapia ortopédica com foco no tratamento de coluna, esclarece o que são eles. No entanto, é necessário o acompanhamento de um especialista para diagnosticar a causa e direcionar o melhor tratamento para cada individuo.

De acordo com Vinícius Paciulo, o Pilates é uma técnica que consiste em tratamento fitness, que estimula o fortalecimento e alongamento do corpo, assim como proporciona uma postura adequada e alinhamento articular através do fortalecimento da musculatura estabilizadora.

As atividades realizadas pelo pilates são indicadas como extensão do tratamento de coluna, nas quais o fisioterapeuta utiliza aparelhos para promover ganho de força muscular, alongamento e resistência da musculatura global da coluna, que tem a função de promover a estabilização e boa postura, também aumenta o condicionamento físico e força sem gerar lesão por posturas inadequadas.

A Reeducação Postural Global (RPG) é um tratamento individual onde o fisioterapeuta utiliza os conceitos de cadeia muscular e aplica técnicas e exercícios com o objetivo de melhorar a postura e dor do paciente. Trabalha a globalidade do corpo e, portanto, trata as dores e a má postura através de sessões que englobam todas as articulações e a maioria da musculatura, ou seja, reeducação postural. É recomendada para pessoas com uma curvatura muito grande na coluna (hipercifose e hiperlordose), escoliose, pé chato (pronado), entre outras.

O Reequilíbrio da Coluna Vertebral (RCV) é indicado para pacientes que sofrem com dores agudas e crônicas. O tratamento mescla o regaste das terapias manuais, reconhecidas internacionalmente, com novas tecnologias; é composto por quatro fases: avaliação personalizada, terapia manual, descompressão e exercícios de estabilização segmentar, os quais melhoram a dinâmica da articulação, diminuem a atividade anormal do sistema neural envolvido e reestruturam a musculatura afetada pela dor e pela fraqueza muscular reequilibrando-a novamente.

O RCV é recomendado para hérnia de disco, dores cervicogênicas – dor de cabeça originada na cervical -, alterações articulares e musculares, protusão discal, lombalgia, dor ciática, lordose, escoliose, espondilolistese, cifose, instabilidade vertebral, whiplash – lesões de chicote no pescoço -, e para pacientes que já fizeram muitas sessões de fisioterapia convencional sem sucesso.

Para o fisioterapeuta, a diferença entre os tratamentos está na avaliação por meio do diagnóstico cinesiofuncional, assim, especificando o verdadeiro motivo da dor, seja ela muscular, neural ou articular. “Além disso, utilizamos o conceito de estabilização segmentar vertebral onde treinamos e geramos ‘endurance’ (aumento da resistência muscular) para musculatura profunda da coluna, essa é a principal diferença nas fases de tratamento do RCV em relação ao Pilates e RPG.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *