Pilates na gravidez

Fonte Instituto RV – Maysa Montemurro

E aquela dúvida sempre aparece, gestante pode fazer fortalecimento muscular? Ou deve fazer apenas alongamento e relaxamento? E a resposta é: pode e deve fazer fortalecimento, claro que sempre após passar com seu obstetra e ter o aval para a realização de uma atividade física, e ser sempre acompanhado por um profissional.

As alterações osteomioarticulares que ocorrem durante a gestação causam dores e desconfortos na mulher, o que altera seu humor e prejudica suas atividades de vida diária. A prática de fortalecimento durante a gestação vem sendo cada vez mais discutida e, de modo especial, as possíveis repercussões maternas e fetais. Os benefícios são vários, diminuição dos sintomas de desconfortos osteomioarticulares, controle da ansiedade, menor tempo de evolução do trabalho de parto, menor índice de indicação de parto cesárea, menor incidência de incontinência urinária.

O fortalecimento deve ser focado justamente onde as alterações são mais intensas:

– no assoalho pélvico, já que o aumento do peso do tamanho da cavidade abdominal é muito grande e a musculatura necessita de resistência para suportar essa mudança;

– na musculatura postural, pois as dores na coluna devido as compensações são muito freqüentes;

– nos membros inferiores que tem que suportar todo o peso do corpo;

– nos membros superiores que logo após a gestação precisará ter força e resistência para carregar o bebê;

O método Pilates pode trabalhar de uma forma contínua e calma, associando a respiração com o fortalecimento, e também por ser uma atividade mais individualizada, o profissional pode acompanhar a gestante verificando suas maiores dificuldade e abordando – as durante as sessões.

Links Relacionados: Pilates Gestantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *