Tratamento para coluna

3 de agosto de 2015

RCV – Reequilíbrio da Coluna Vertebral é um tratamento para coluna desenvolvido pelo Instituto RV e que tem como objetivo eliminar dores na coluna e a independência do paciente no pós tratamento. O programa foi elaborado por meio da combinação de diversas técnicas de tratamento existentes e geralmente usadas de formas independentes. Por esse motivo, tem curta duração. O tratamento completo dificilmente excede 10 sessões, e o alívio da dor acontece já nas primeiras sessões. Todos os recursos utilizados têm validação científica, para não colocar nossos pacientes em risco, e possuem validação em centenas de publicações em revistas científicas no mundo inteiro.

O tratamento é uma solução não cirúrgica, elaborada por fisioterapeutas capacitados para prestar o primeiro atendimento ao paciente, identificando seu problema e agindo para solucioná-lo. O índice de sucesso nos tratamentos de RCV é de 90%, e não há necessidade de encaminhamento médico. Para isso, o programa segue as determinações das mais recentes pesquisas na área da fisioterapia, sendo composto por três pilares principais: avaliação, tratamento e educação pós tratamento para coluna.

Doenças tratáveis pelo RCV

O RCV é um tratamento para coluna que tem como objetivo restaurar a função da coluna e aliviar a dor. Por esse motivo, ele é indicado para todas as patologias que impedem a movimentação normal da coluna, gerando dor, como a artrose vertebral, cervicalgia, lombalgia, lombociatalgia, dores de nervo ciático, alterações do disco – como degeneração discal, protrusão discal e hérnia de disco -, espondilólise, espondilolistese e estenose. Além disso, o RCV consegue restaurar a função e eliminar as dores que estão relacionadas a alterações posturais, como escoliose, hiperlordose e hipercifose, assim como os famosos bicos de papagaio (osteofitose).

Como funciona o RCV?

Nosso sistema de avaliação classifica a origem da dor da coluna através de testes funcionais. Isso é fundamental, pois todo paciente com dor nas costas tem alteração de função, e é comum identificarmos, além da dor do paciente, limitações de movimentos (paciente não consegue estender as costas, por exemplo) e fraqueza muscular (a musculatura estabilizadora da coluna se encontra fraca e inativa em 100% dos pacientes com dores na coluna). Se a limitação de movimentos e a fraqueza não forem tratadas, o paciente tem grande chance de não conquistar o alívio total da dor ou ter episódios reincidentes.

A partir da avaliação, o paciente é classificado em subgrupos e tratado da seguinte forma:

1 – Maca de Flexo Distração e Mobilização da Coluna Vertebral

Maca de Flexo-Distração utilizada pelo Instituto RV, possibilita realizar diversos procedimentos, como tração, mobilizações e manipulações, além de ser ajustável a várias posições, dinâmicas e estáticas.

Suas características são:

  • Sua tração seletiva é aplicada exatamente na área da lesão, respeitando os espaços sadios. Também permite aplicar configurações que viabilizam realizar posições antálgicas, respeitando sintomas.
  • A tração é dinâmica e associativa, permitindo o uso de tração associada a movimentos de laterização e rotação pélvica.
  • Com o sistema de Drop, pode-se realizar manipulações diretas sobre o paciente, sem riscos de lesão, deixando o tratamento mais confortável.
  • Promove aumento do espaço intervertebral, melhorando assim a circulação local (essencial para diminuição da dor).
  • Promove aumento da vascularização/nutrição e hidratação dos discos intervertebrais, diminuindo dor química e aumentando o transporte de metabólitos para o disco.
  • Melhora a movimentação vertebral.
  • Diminui a compressão sobre as raízes nervosas.
  • Inibe a proteção reflexa dos músculos responsáveis pela estabilidade momentânea, dando maior conforto ao paciente que apresenta contraturas dos músculos compensatórios.

2- Exercícios para eliminação dos sintomas

Os exercícios são determinados de acordo com a avaliação realizada e são chamados de exercícios de preferência direcional. Preferência direcional é o conjunto de exercícios específicos para aquele determinado caso clinico. São esses exercícios de baixa intensidade que na maioria das vezes eliminam os sintomas do paciente.

3 – Terapia Manual

Aplicação de técnicas de tratamento como Mulligan, Maitland e Mobilizações Neurais. Essas técnicas têm como objetivo restaurar o movimento articular e diminuir a sensibilização das dores neurais (como por exemplo, a ciática).

img2

4 – ESV (Estabilização Segmentar Vertebral)

Fazem parte da ESV exercícios para reativar a musculatura estabilizadora da coluna. Muitos estudos apontam que, se os estabilizadores não forem ativados, novamente a reincidência de dor pode acontecer de forma mais frequente. A maioria dos tratamentos para coluna falham nessa etapa, e é por esse motivo que o paciente geralmente apresenta retorno dor.

5 – Auto-tratamento

O nosso conceito de tratamento para coluna tem como finalidade o alívio da dor e a independência do paciente em longo prazo por meio da educação pós tratamento. O autotratamento utilizado no RCV tem como origem o Método Mackenzie, técnica australiana muito conhecida entre os pesquisadores por ser altamente eficaz para aliviar dores nas costas, e mostra ao paciente quais exercícios de manutenção podem perpetuar essa melhora ou aliviar a dor caso elas insistam em voltar.

O RCV encara a dor nas costas como uma patologia crônica – como a diabetes, hipertensão, entre outras. Assim como na diabetes, o paciente é “ensinado” sobre sua patologia, a importância de se evitar alimentos que possam influenciar na sua glicemia e qual medicamento deve usar. Da mesma forma, os pacientes do RCV são orientados a prevenir o retorno das dores, além de como autotratá-las, caso seja necessário em um momento de crise.

Saiba mais sobre as patologias da coluna vertebral.