Marta Baldini

Desde 2008 sentia dores muito fortes e constantes na região do pescoço e nos ombros estando com os movimentos muito limitados. Procurei vários ortopedistas, realizei inúmeros exames e a opinião unânime dos médicos era a realização da cirurgia da coluna cervical.

Como sou cardíaca e diabética , meu cardiologista não autorizava a cirurgia devido ao grande risco de morte. Eu vivia com dores crônicas, movimentos limitados, irritada, mau humorada, nem conseguia dormir direito. Faz um ano que faço fisioterapia convencional (TENS, Infra Vermelho, ultra-som ) e melhorei um pouco das minhas dores e recuperei parte dos movimentos dos braços.

Aí encontrei o Instituto RV e passei por uma avaliação com Vinicius que me disse que o objetivo da terapia aplicada era me tornar uma pessoa funcional, ou seja, as hérnias da coluna continuariam existindo mas as dores que eu sentia seriam amenizadas ou até extintas.

Cética, comecei a fazer as sessões de fisioterapia com as novas técnicas manuais e o apoio da cama articulada e logo no inicio do tratamento já me senti melhor.

Hoje essas sessões de fisioterapia se encerram, porém sei que uma segunda etapa se inicia, devo continuar com exercícios para fortalecimento dos músculos que sustentam minha coluna, com acompanhamento de fisioterapeutas.

Estou muito feliz, minhas dores diminuíram sensivelmente e tenho a esperança que com esforço e dedicação aos exercícios evitarei a cirurgia (artrodese) que tanto tenho medo.

O Instituto RV, na pessoa do Vinicius fez grande diferença em minha vida, quero agradecer de coração o profissionalismo, a paciência, a empatia e a atenção que ele e a Karin me dispensaram durante esses quase 2 meses.

Pelos resultados positivos que obtive com as sessões recomendo a todos que realizem uma avaliação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo