fbpx

Entorse de Tornozelo

A entorse de tornozelo acontece de forma frequente na população em geral. A intensidade e grau da entorse vão determinar a gravidade da lesão.

A articulação do tornozelo é formada por dois ossos da perna, tíbia e fíbula, e por um osso do pé, o tálus. Eles são presos entre si por vários ligamentos que os unem firmemente, porém permitem o amplo movimento do tornozelo.

A entorse acontece quando excedemos essa amplitude natural do tornozelo. É muito comum ocorrer nas mulheres que estão usando salto alto ou em pessoas que pisam em alterações de terreno como buracos e guias rebaixadas. É frequente também nas atividades esportivas após um trauma ou quando o atleta “trava” o pé no chão durante mudanças de direção.

A entorses mais comuns são as que “viram” o pé para dentro. As entorses de tornozelo que “viram” o pé para fora são menos comuns e estão relacionadas a grandes traumas. 

Saiba como tratar a entorse de tornozelo

Geralmente, após a entorse de tornozelo, o paciente sente muita dor e o tornozelo fica inchado rapidamente, havendo dificuldade para apoiar o peso do corpo e se locomover. É recomendado, na maioria dos casos, colocar uma bolsa de gelo e repousar com os pés mais elevados que o corpo. Isso ajuda a controlar o edema e traz um pouco de alívio da dor.

Graus de entorse de tornozelo

  • Grau 1: estiramento ligamentar, normalmente a dor passa em menos de 5 dias;
  • Grau 2: lesão ligamentar parcial, a dor pode durar mais de 10 dias e a fisioterapia é indicada;
  • Grau 3: lesão ligamentar total, é sempre necessário fazer fisioterapia. Em alguns casos, quando comprometimento estrutural da articulação é grande e a fisioterapia não consegue estabilizar, a cirurgia pode ser indicada.

Tratamento entorse de tornozelo

O tratamento para entorse de tornozelo deve começar de forma precoce e individualizada, de acordo com o grau da lesão e os sintomas (dor e edema) de cada paciente. A melhor forma de recuperar o tornozelo é através de exercícios específicos e progressivos.

A fisioterapia deve ser feita através de exercícios para recuperar a função, evitando assim futuras restrições de movimento. Técnicas de mobilizações articulares de Maitland e Mulligan são importantes na fase inicial. A descarga de peso precoce também é fundamental para acelerar a recuperação.

Após a melhora sintomática, a fisioterapia deve ser realizada para ganho de força e equilíbrio do individuo permitindo o retorno das funções normais do dia a dia e a prática esportiva.

Uma fisioterapia de qualidade só deve ser encerrada com todos os exercícios preventivos aplicados, evitando assim a recidiva. Isso é fundamental para que o paciente não retorne com outra entorse de tornozelo nos meses seguintes.

No Instituto RV temos fisioterapeutas especializados em várias técnicas para realizar de forma mais especifica sua recuperação de entorse de tornozelo e promover rapidamente o alivio da dor. As sessões de tratamento são individuais e os recursos utilizados são bem diferentes dos recursos utilizados nas clínicas de convênio

São 6 unidades de atendimento em São Paulo. Ligue e marque sua consulta!

Santana, Tatuapé, Moema, Perdizes e Morumbi e Saúde – Ipiranga.

Entorse de Tornozelo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo